31 de março de 2010


















































Hoje eu mais o Diamantino, resolvemos ir fazer um pião, fomos até aos lados do Guincho, e apesar de o mar estar grande e fazer bastante vento, fomos na mesma.
Montamos os piões, uns camarões e zunga la para dentro que se faz tarde.
vários toque mas era sempre salemas, umas atras de outras, ora com camarão , ora com casulo, apanhamos umas 5 que devolvemos de novo, pois queriamos sargos e não salemas.o vento subiu de intensidade, dicidimos mudar de pesqueiro.novamente a tentar a nossa sorte, e lá foram aparecendo uns sargos, uns pequenos que foram devolvidos e outros mais jeitosos.entretanto resolvi mudar de tactica e começar a fazer chumbadinha, com casulo, qual não foi o meu espanto, acabado de lançar ainda a esticar o fio, começa logo a cana a bater....um robalinho minorca (aahahah), vai novamente para a agua, mais um casulo, novo lançamento, e de imediato outra porrada...mais um robalo, este ja com medida, e logo de seguida outro.ja entusiasmados, os toques na cana eram muitos e o casulo ja pouco, perdi alguns sargos bons, que me partiam o 0,25, isto porque o mar estava agitado e volta e meia o fio andava nas pedras.no fim ficou para a historia 5 salemas 3 robalos e 4 sargos..e muita, muita boa disposição..e pouco casulo... aqui fica um pequeno video, com o diamantino numa luta com uma salema .


video

18 de março de 2010

Pesca à pressa.

Combinei em cima do joelho, uma pesca com o meu amigo ( de infância ) Bernardo e com o Cedric.
Como eles os dois estão a começar ( o Cedric nunca tinha lançado uma cana ) resolvi ir para um sítio calmo sem ondulação, para pelo menos lançamentos, iscadas, etc fica-se percebido. Nem íamos numa de apanhar peixe, era mais para passar um bom bocado em convívio.

Fomos então apanhar o isco. Apanhamos uns quantos caranguejos e camarinha. ( não apanhamos muito, pois também como era mais para aprender não íamos gastar tanto, então, toca a preservar ).

Posto isto, fomos pescar.
O cedric foi incrível em menos de 5 minutos lançou uma cana de fundo com uma verdascada como o Fisgo faz.. ( iscada perfeita condições ) . O Bernardo também estava entretido. COmo foi mais para conhecer pesqueiros ( estavamos sempre a saltar ) e para conviver e aprender, o peixe ficou um pouco de lado.. mas pronto ainda houve umas fotos de uns sarguitos que tirei e de um choco que ao acordar nos fez companhia..

Fomos mais para Sul, e pimba lá insistiu o Filipe no Spinning ( ahahaha ) daí a nada, tive um ataque " Eh lá!!!! " (" vá lá um cachaço só para fazer pirraça ao fisgo ) quando vi o peixe agulha, ainda pensei ver mal e ser um MARLIN , mas não era o ca*** do peixe agulha.. )



E vão mazé à pesca, se não.. não há saúde.

8 de março de 2010

RECORDAR

1 de março de 2010

Autarca da Foz quer fechar aberta da Lagoa e reabrir mais a sul


O presidente da Junta de Freguesia da Foz do Arelho aguarda por uma resposta do Ministério do Ambiente para fechar a aberta e a reabrir dias mais tarde mais a sul.

Esta proposta de Fernando Horta foi aceite pelos técnicos do LNEC, mas agora falta luz verde do Ministério do Ambiente, uma vez que na altura da moção, numa reunião em pleno areal da Foz do Arelho, não havia representantes governamentais nem do INAG que pudessem assumir tal ideia, apesar de ter apoio técnico, uma vez que o LNEC esteve presente e aceitou de bom agrado tal posição.

Recorde-se que o mar tem vindo a desbastar a margem norte, onde foram colocados sacos de areia que sucessivamente afundam e estão a ser repostos
Esta intervenção da responsabilidade do INAG, que delegou na empresa Águas do Oeste, era inicialmente para decorrer em apenas em alguns dias, mas a força do mar tem vindo a ganhar terreno e, como tal, está a decorrer há cerca de duas semanas. No terreno têm estado técnicos do LNEC que já autorizaram a construção de três pontões para protecção das margens e recentemente da frente da praia, uma vez que a caixa de visita e de acesso do emissário está em risco.

Alheios aos diversos avisos da comunidade piscatória e até do autarca da Foz do Arelho estão os responsáveis do INAG, uma vez que as soluções apontadas têm obtido outras respostas, assim como não têm estado no terreno.

Agora está em cima da mesa a solução de encerrar a aberta, com apoio técnico do LNEC, para alguns dias depois abri-la mais a sul, dando deste modo um curso normal à água dentro da Lagoa de Óbidos e devolvendo mais areia à praia da Foz do Arelho e dando consequentemente mais segurança à margem norte onde está o emissário, a avenida do mar e os bares.

Para ver está se a margem norte e os trabalhos irão aguentar até ao final desta semana, uma vez que será a altura em que se prolongam as marés vivas, com vagas a atingir os cinco metros. Até agora o mar, pela acção do mau tempo e das correntes fortes, tem vindo a desbastar a margem norte e com isso tem vindo a colocar à vista sucessivamente o emissário submarino

Com o decorrer dos dias e sem uma resposta cabal a este problema, poderá estar para breve uma catástrofe ambiental na Lagoa de Óbidos se se partir o emissário.